O princípio de operação do método Eletromagnético Indutivo tem por base a circulação de uma corrente alternada por meio de uma bobina transmissora que vai gerar um campo magnético primário “Hp”, octogonal a disposição da bobina, que irá induzir correntes elétricas no subsolo. Passando por um condutor, essas correntes irão dar origem a um campo magnético secundário “Hs”, que será lido pela bobina receptora, juntamente com o campo magnético primário.

O equipamento é composto por duas bobinas, uma transmissora “Tx” e uma receptora “Rx”. Acoplada a bobina transmissora existe um módulo de controle e emissão de corrente elétrica “MC”, alimentado por uma bateria. Na bobina receptora é acoplado um módulo de leitura “ML” e os módulos são ligados por um cabo de referência CR. Constituem as técnicas do método Eletromagnético Indutivo as técnicas do TDEM, MAXMIN e EM 34.

A Prospecção Eletromagnética é geralmente utilizada na pesquisa mineral a nas áreas da geotecnia, hidrogeologia, arqueologia e de meio ambiente.

O princípio de operação do método Eletromagnético Indutivo tem por base a circulação de uma corrente alternada por meio de uma bobina transmissora que vai gerar um campo magnético primário "Hp", octogonal a disposição da bobina, que irá induzir correntes elétricas no subsolo. Passando por um condutor, essas correntes irão dar origem a um campo magnético secundário "Hs", que será lido pela bobina receptora, juntamente com o campo magnético primário.
Eletromagnético Induzido – Geofísica – 2dGeo


Consulte-nos – 2dgeo@2dgeo.com

(11) 3376-6312 / 98116 7979 / 97077 3423